Buscar
  • Revista Siga

AAP-VR promove tarde de lazer com seresta e cantata de natal

“É com muita alegria que a diretoria da nossa associação recebe vocês aqui. Ainda, é claro, cumprindo as normas de segurança, com a utilização do álcool e das máscaras, mas a possibilidade do retorno deste evento já é uma esperança de que dias melhores estão por vir e que teremos um 2022 muito melhor do que está sendo este ano”.


Com estas palavras, o vice-presidente da Associação dos Aposentados e Pensionistas de Volta Redonda, José Lúcio da Siva, o Jota Lúcio (foto), saudou a volta de uma das mais procuradas atividades da instituição, a Roda de Seresta, que, antes da pandemia do novo coronavírus, acontecia, mensalmente, nas instalações do Centro Integrado de Saúde e Assistência (CISA), na Rua 535, nº 835, no bairro Nossa Senhora das Graças. Hoje, além da seresta, também houve apresentação da cantata de natal, com o Coral Alvorada, da própria AAP-VR, regido pelo maestro Leandro Avelino e com o tecladista Márcio Rodrigues, e, como convidado, o Conservatório de Música Santa Cecília, dirigido por Yara Resende.


O diretor de Assistência Social da Associação, Manoel Messias dos Santos, também saudou a volta da seresta na instituição, afirmando que esse era um desejo que vinha sendo manifestado por muitos associados, mas que era preciso esperar o momento propício. Ele informou que, no próximo ano, a programação retornará em todas as últimas sextas-feiras, como acontecia até o início da pandemia.


“Devagar, com todo cuidado e ainda obedecendo todas as recomendações das autoridades de saúde, estamos conseguindo retornar com vários serviços, como os grupos de convivência, hidroterapia e outros. Hoje, é um dia muito feliz para nós, da diretoria, e, tenho certeza, para todos os que vieram curtir o evento”.


Além de Jota Lúcio e de Manoel Messias, estiveram presentes na seresta e na cantata de natal os diretores Tesoureiro, Geraldo Vida, e de Patrimônio, Hildeberto de Oliveira, além da gerente de Assistência Social, Kátia Maria Ramos Silvério Alves.



0 comentário