Buscar
  • Revista Siga

Barra Mansa monta operação para fiscalizar uso irregular de motocicletas

Ação visa garantir a segurança de motoristas e pedestres, além de coibir circulação de veículos irregulares


Na madrugada de sábado (04) a Prefeitura de Barra Mansa, através da Guarda Municipal, com o apoio das polícias Civil e Militar, realizou uma operação para fiscalizar a utilização indevida de motocicletas e o descumprimento das leis de trânsito. Os agentes estiveram em diversos pontos dos bairros Ano Bom e Centro. Ao todo, foram apreendidos três veículos.


A ação aconteceu após um acidente ocorrido na tarde de sábado, envolvendo uma motocicleta, que resultou na morte de um pedestre na localidade do Loteamento Entanha. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.


A operação continuará nos próximos dias e visa reprimir a circulação de motocicletas em alta velocidade, trafegando pela contramão e em calçadas, fazendo manobras arriscadas, sem equipamentos obrigatórios ou com uso de acessórios proibidos, como o escapamento irregular, causando poluição sonora.


Os motivos das apreensões foram: condutor sem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), veículos sem o devido licenciamento e sem os equipamentos obrigatórios, como retrovisores, placas e escapamento.


Outras motocicletas passaram pela abordagem, mas foram liberadas após apresentarem documentos e reinstalarem os equipamentos. Nenhuma moto foi apreendida apenas por falta de documentação. Toda a fiscalização seguiu as determinações do Código de Trânsito Brasileiro.


O comandante da Guarda Municipal, Joel Valcir, explica a operação. “Nosso objetivo não é prejudicar o trabalhador, aquele que achou no serviço de entrega uma forma de manter sua renda durante a pandemia. É tirar esses caras que estão cometendo atos de vandalismo no trânsito, colocando a vida de outros em risco, fazendo malabarismos desnecessários”.


O delegado da 90ª Delegacia de Polícia, Ronaldo Aparecido Ferreira Brito, falou sobre a importância da ação para a segurança dos munícipes. “A Polícia Civil gostaria de parabenizar a iniciativa do prefeito Rodrigo Drable, junto a Guarda Municipal e a Polícia Militar, e ressaltar a importância que este tipo de ação tem para a segurança pública. Essas questões de abordagem de moto, de controle da parte de trânsito, de regularidade, ela tem um reflexo, não somente na coibição do abuso de alta velocidade, manobras perigosas, mas ela traz reflexos positivos para diminuir o índice de criminalidade, porque vários roubos de ruas, homicídios e tráfico de drogas são cometidos com a utilização de motocicletas. E estas motocicletas, na maioria das vezes, não estão regulares administrativamente. Então este tipo de ação vem a corroborar as expectativas que a Polícia Civil tem de reduzir esse tipo de criminalidade e trazer mais segurança pública para os barra-mansenses. A Polícia Civil espera que isso se torne uma regra, uma rotina na cidade”.


O capitão do 28°BPM, Alcimar Videira, aponta a operação como fundamental para garantir a segurança de motoristas e pedestres. “Tem muita moto andando na cidade e tem várias vítimas de atropelamento por essas motos. As pessoas atropelam e fogem. Se não tivermos um controle de quem está andando nessas motos, ver quais estão ilegais e tirar elas das ruas, vai continuar acontecendo esse tipo de acidente. Houve um aumento no período da pandemia, por conta da demanda dos aplicativos de entrega. Isso é algo que está acontecendo em todas as cidades do Brasil. Temos que reprimir, para que gente inocente, trabalhadores não morram ou fiquem feridos. Esses acidentes ocupam leitos nos hospital, algo que é evitável”.


O capitão Videira lembra que os estabelecimentos também são responsáveis pela segurança na prestação deste serviço. “Os comerciantes que contratam sem verificar se o profissional está legalizado é tão culpado quanto o motociclista imprudente. O estabelecimento é responsável, isto é o que chamamos de ‘culpa in vigilando’. Ele é obrigado a vigiar os funcionários para saber se eles têm de habilidades e autorização para dirigir o veículo”.


Cadastro para prestador de serviço como motofretista (motoboy)


Nesta segunda-feira (06), a partir das 14h30, representantes da prefeitura se reunirão com motociclistas do município para realizar o cadastro daqueles que, com o início da pandemia, começaram a oferecer os serviços de entrega e frete. O encontro acontecerá no Parque Natural Municipal de Saudade.


Todos os profissionais terão a oportunidade de se cadastrar. Só serão aceitos veículos que atendam os critérios do Código de Trânsito Brasileiro. É necessária a apresentação do documento do veículo, CNH e comprovante de residência.


© 2014-2020 Todos os direitos reservados

Contato​:

Pauta: jornalismosiga@gmail.com

Comercial: sigamidia@gmail.com

  • Facebook ícone social
  • Instagram