Buscar
  • Revista Siga

Barra Mansa tem 101 casos do novo coronavírus

Prefeito não descarta possibilidade de aumento na quantidade de pessoas contaminadas pelo vírus nos próximos dias


O prefeito de Barra Mansa, Rodrigo Drable, atualizou os números do novo coronavírus no município. São 101 casos positivos, sendo 67 já curados, quatro hospitalizados e outros 30 em isolamento domiciliar. Há dois óbitos confirmados pela doença e outros quatro sendo investigados. A quantidade de caso suspeito chega a 63, com 22 pacientes hospitalizados. Até o momento, foram realizados 370 testes, com 251 descartados. Com referência à hospitalização, Rodrigo Drable relatou que no Hospital Santa Maria (particular) tem um paciente positivo internando e quatro suspeitos, em leitos clínicos, além de um caso na Unidade de Terapia Intensiva. Na Santa Casa há um paciente positivo e seis suspeitos, também em leitos clínicos, com um caso suspeito na UTI. Já o Centro de Triagem e Tratamento da Covid-19, na Região Leste, possui cinco pacientes internados, sendo um caso confirmado e quatro suspeitos. No Hospital Regional cinco cidadãos barra-mansenses estão em atendimento em leitos clínicos, sendo um caso confirmado e quatro suspeitos. - Estruturamos nossa rede de saúde para atender os casos da Covid-19 conforme a necessidade do município e os resultados têm sido bastante satisfatórios. Não temos nenhum paciente em ventilação mecânica, com disponibilidade de leitos e respiradores mecânicos. A UPA Centro e o Hospital da Mulher não têm pacientes internados pela doença - destacou o chefe do Executivo. Os casos de coronavírus tem sido registrados em vários bairros, como Santa Rita de Fátima, Belo Horizonte, Paraíso de Baixo, Vila Maria, Km 4, Siderlândia e Santa Maria II. Durante esta semana, agentes da Prefeitura continuam dando retaguarda na organização das filas externas as agências bancárias, no atendimento de urgência em saúde e assepsia das mãos com álcool gel ou álcool 70º. Rodrigo Drable não descartou a possibilidade de aumento na quantidade de pessoas contaminadas pelo vírus nos próximos dias. “Fizemos a flexibilização no comércio e evidentemente, a circulação de pessoas aumentou. Temos pedido, reiterada vezes, para que as pessoas fiquem em casa e somente saiam às ruas em caso de necessidade. Demos aos cidadãos a liberalidade que precisam ter, já que a paralisação total das atividades estava afetando o sustento de muitas famílias. As pessoas precisam trabalhar para sobreviver. Esta é a realidade do nosso país”. Desde segunda-feira, 11, o funcionamento das lojas está acontecendo de 14 às 20 horas. Os grande varejos estão autorizados a funcionar de 7 às 13 horas e os bancos tiveram o horário de expediente alterados de 8 às 14 horas. As medidas visam evitar e conter a concentração de pessoas. Se houver necessidade, o prefeito Rodrigo Drable, afirmou que pode voltar a paralisar as atividades comerciais. “Estamos trabalhando para manter as empresas, os empregos, mas sobretudo, para preservar vidas. Todas as medidas que estão sendo implementadas no município são definidas com vários segmentos da sociedade”, concluiu.




© 2014-2020 Todos os direitos reservados

Contato​:

Pauta: jornalismosiga@gmail.com

Comercial: sigamidia@gmail.com

  • Facebook ícone social
  • Instagram