Buscar
  • Revista Siga

Câmara de Volta Redonda aprova projeto que cria o "Castra-móvel"


A câmara de Volta Redonda aprovou em primeira votação, na última terça-feira (09), projeto de lei de autoria do vereador Paulo Conrado, que cria o “Castra-móvel”, uma unidade móvel para atender animais de rua e de famílias de baixa renda.


O vereador justificou que a implantação do “Castra-móvel” evita o crescimento desenfreado da população de cães e gatos nas ruas da cidade e serve para conscientizar os donos em relação às suas responsabilidades com os animais. A prefeitura poderá realizar campanhas de esterilização em massa de machos e fêmeas, levando até as comunidades mais carentes, o “Castra-móvel”.


“Entre outros benefícios da castração cirúrgica estão a redução de doenças graves, como tumores, diminuição do estresse, de fugas e de maus-tratos, além de prolongar a expectativa de vida do animal. É, portanto, mais que um ato de responsabilidade, mas de amor aos animais.” – disse Conrado


O “Castra-móvel” consiste em um veículo especialmente adaptado com sala ambulatório, sala de assepsia, sala de cirurgia, sala de recuperação cirúrgica, banheiro para uso da equipe, balança para pesagem dos animais, kit para recuperação cardiorrespiratória, equipamento para esterilização dos materiais e material para acondicionamento e descarte de resíduos. As operações do “Castra-móvel” devem ser feitas por médicos veterinários da prefeitura ou conveniados.


A prioridade do “Castra-móvel” é atender os animais de ruas e posteriormente atender a população de baixa renda que queira castrar seus animais.


O principal objetivo das castrações, segundo Conrado, é reduzir o número de animais abandonados vítimas de crias indesejadas e sem controle no município. Além disso, com a esterilização dos cães e gatos haverá redução na ocorrência de tumores de mama, testículo, piometra (infecção de útero) e tumores venéreos (TVT, transmitidos através da cópula entre os animais).


Além dos inúmeros benefícios, segundo o vereador, realizando as cirurgias na própria comunidade, facilita para os donos que não tem meios de transportar os seus cães e gatos até um outro local e o município sai ganhando porque com a unidade móvel o animal é imediatamente entregue ao seu dono após o procedimento cirúrgico, fazendo com que não haja gastos com alojamento.

0 comentário

© 2014-2020 Todos os direitos reservados

Contato​:

Pauta: jornalismosiga@gmail.com

Comercial: sigamidia@gmail.com

  • Facebook ícone social
  • Instagram