Buscar
  • Revista Siga

Comércio de Barra Mansa terá que ser fechado

Decisão de fechar o comércio foi mantida pelo Tribunal de Justiça


Está mantida pela desembargadora Maria Augusta Vaz Monteiro de Figueiredo, a decisão para que o comércio de Barra Mansa seja fechado. A prefeitura tentou recorrer ao Tribunal de Justiça, no Rio de Janeiro, mas perdeu.


Na semana passada, a juíza da 1ª Vara Cível de Barra Mansa, Anna Carolinne Licasalio da Costa, mandou fechar o comércio da cidade em 48 horas. A decisão atende um pedido do Ministério Público do Estado do Rio, que quer que o o acordo fechado entre ele e a prefeitura para reabrir o comércio seja reconsiderado.


O Ministério Público argumenta que o acordo que autorizava o retorno de parte das atividades econômicas não essenciais na cidade foi firmado somente após a constatação de que os leitos municipais de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e enfermaria destinados aos pacientes suspeitos ou com diagnóstico do novo coronavírus (Covid-19) encontravam-se com capacidade de ocupação ociosa.


Na noite desta terça-feira (19), em transmissão ao vivo por uma rede social, o prefeito de Barra Mansa, Rodrigo Drable deu a entender que vai buscar recursos para reverter a decisão da desembargadora. Em princípio, o prefeito tem 48 horas para decretar o fechamento do comércio depois que for intimado, ou seja, receber oficialmente a decisão judicial.

1/2

© 2014-2020 Todos os direitos reservados

Contato​:

Pauta: jornalismosiga@gmail.com

Comercial: sigamidia@gmail.com

  • Facebook ícone social
  • Instagram