Buscar
  • Revista Siga

Estudantes da rede pública de Volta Redonda retornam às aulas remotas em nova plataforma


Ferramenta de ensino atende desde a Educação Infantil até o Ensino Médio e continuará sendo usada no sistema híbrido



As aulas remotas da rede municipal de Volta Redonda estão em uma nova plataforma, o Google Sala de Aula (Classroom) – enquanto o sistema híbrido, que mistura aulas online com presenciais não retorna. A ferramenta gratuita de ensino atende a toda a rede desde a Educação Infantil até o Ensino Médio e teve sua primeira aula nesta segunda-feira, dia 22. Hoje, são aproximadamente 40 mil estudantes matriculados na rede pública municipal.

De acordo com o diretor da Escola Municipal Walmir de Freitas Monteiro e coordenador do Centro de Mídias Educacionais da Secretaria Municipal de Educação (SME), Felipe Nóbrega, o uso do Google Sala de Aula foi bem recebido por estudantes e responsáveis neste primeiro dia.


“O feedback foi muito bacana. A gente ficou até um pouco assustado, porque por ser em uma nova plataforma, imaginávamos ter algum tipo de dificuldade de adaptação, mas o índice de erro foi baixíssimo, com problemas bem pontuais”, comemorou Felipe, informando que neste primeiro dia de aula 19.500 estudantes participaram das atividades utilizando o Google Sala de Aula.

O coordenador do Centro de Mídias Educacionais lembrou que a Secretaria de Educação está traçando estratégias para produzir conteúdos que garantam a participação de todos os alunos; isso inclui materiais impressos, videoaulas e podcasts.

“Nós estamos querendo estar no mesmo ambiente que essas crianças e jovens. Produzir conteúdos com uma linguagem simples e que eles estão acostumados a consumir na internet, como por exemplo: videoaulas, podcasts e até memes. Além disso, também estamos traçando estratégias para atender aqueles que não têm acesso a internet, disponibilizando todo o conteúdo em materiais impressos”, destacou Felipe.

O professor frisou que é necessário que tanto alunos quanto pais e responsáveis estejam cientes de como utilizar a nova plataforma de ensino, porque ela será utilizada até mesmo com o retorno das aulas no sistema híbrido.

“A gente pede que os alunos, as famílias, deem uma chance para a nova plataforma, porque ela veio para ficar. Ela não vai parar de ser usada. Então é importante que quem tenha dúvidas as tire e possa desfrutar do que a tecnologia oferece de bom”, afirmou, informando que um suporte técnico voltado para pais e responsáveis deve ser criado em breve.

0 comentário