Buscar
  • Revista Siga

Governo do Estado conclui entrega da vacina Oxford/AstraZeneca para os 92 municípios

Secretaria de Saúde montou grande operação para todas as cidades receberem as doses no mesmo dia com segurança e qualidade garantidas



Em apenas nove horas, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES), distribuiu as doses da vacina Oxford/AstraZeneca para os 92 municípios do Estado. Uma grande operação, com helicópteros e caminhões, foi montada para que todas as cidades recebessem o imunizante nesta segunda-feira (25.01), com segurança e qualidade garantidas.



Às 6h, caminhões saíram da Coordenação Geral de Armazenagem (CGA) da SES, em Niterói, levando as vacinas para o Grupamento Aeromóvel (GAM) e o 12º BPM da Polícia Militar. De lá, seguiram em cinco aeronaves -- uma da Secretaria de Polícia Civil, duas do Corpo de Bombeiros e duas do governo do Estado -- para 88 cidades das regiões Norte, Noroeste, Serrana, Baixada Litorânea, Médio Paraíba, Costa Verde, Centro Sul e Metropolitana I. Já as doses destinadas aos municípios do Rio, Niterói, São Gonçalo e Maricá foram levadas por caminhões aos destinos finais. Às 15h, em Teresópolis, as últimas doses foram entregues.


Durante a ação, foram entregues 176.220 doses aos 92 municípios do estado. Cerca de 4,8% das 185 mil doses recebidas do Ministério da Saúde ficam sob a guarda da SES, como reserva estratégica, armazenadas na CGA. A SES, de forma responsável e transparente, informa que fez essa opção de manter uma reserva estratégica mínima para atender aos municípios em casos de eventuais perdas de doses durante a aplicação e realizar as devidas correções tão logo os municípios enviem informações.


O Rio de Janeiro segue as recomendações do Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde. As vacinas Oxford/AstraZeneca são destinadas ao público prioritário, conforme preconizado pelo Ministério da Saúde nos informes técnicos recebidos pela SES.


Público alvo - A Subsecretaria de Vigilância em Saúde recebeu, no último domingo, informe técnico do MS e encaminhou as recomendações para aplicação da vacina aos municípios, por meio de uma nota informativa. Segundo a nota, os grupos prioritários permanecem os mesmos e incluem:


- pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições;

- pessoas maiores de 18 anos com deficiência vivendo em instituições;

- povos indígenas em terras indígenas;

- trabalhadores da saúde:

- profissionais de saúde envolvidos na vacinação dos grupos elencados;

- trabalhadores das instituições de longa permanência de idosos e de residências inclusivas (Serviço de Acolhimento Institucional em Residência Inclusiva para jovens e adultos com deficiência);

- trabalhadores dos serviços de saúde públicos e privados envolvidos diretamente no atendimento de casos suspeitos e confirmados de Covid-19.


Remessas das doses - As doses da vacina de Oxford/AstraZeneca foram distribuídas aos municípios em única remessa para aplicação imediata, de acordo com as prioridades do PNI. A medida foi tomada pela SES tendo em vista que a aplicação da segunda dose pode ser realizada com intervalo de 90 dias após a primeira.

Nesta segunda-feira (25.01), o Ministério da Saúde entregou mais 84.800 doses da vacina Coronavac para o estado do Rio. Encaminhadas à CGA, as doses estão passando por avaliação de temperatura e armazenagem para que possam ser distribuídas aos municípios. A previsão é que metade desse lote seja enviado entre os dias 1º e 5 de fevereiro, com a segunda dose da remessa de Coronavac recebida em 18 de janeiro. As entregas são programadas de modo que as doses possam ser aplicadas nas mesmas pessoas que receberam a primeira dose, obedecendo o intervalo de 21 dias.


Balanço vacinação - Até as 18h deste domingo (24.01), 86 municípios registraram 92.982 pessoas imunizadas contra a Covid-19 no estado. O balanço foi realizado por meio de busca ativa, a partir da gerência de Imunização da Vigilância Epidemiológica da Subsecretaria de Vigilância em Saúde, junto às coordenações/gerências de imunização dos 92 municípios do Estado.

0 comentário