Buscar
  • Revista Siga

Hospital do Retiro: obras para abertura de novos leitos, entram em nova fase.

Nesta primeira etapa, estão sendo construídos 18 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 12 de UI (Unidade Intermediária).



As obras para construção de novos leitos hospitalares no anexo do Hospital do Retiro, em Volta Redonda, estão em nova fase. A unidade, que logo depois de pronta atenderá pacientes com Covid-19 pela rede pública, já recebeu os serviços de alvenaria, revestimentos de piso e parede, emassamentos, entre outros.

Nesta primeira etapa, estão sendo construídos 18 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 12 de UI (Unidade Intermediária). Passada a pandemia, os leitos ficarão de legado para a rede pública de saúde.

O local também está recebendo os ajustes finais das instalações elétricas, dos gases medicinais - como oxigênio e ar comprimido - para o funcionamento dos respiradores instalados nos leitos da UTI e dos sistemas de segurança contra incêndio. A previsão é que, na próxima semana, a climatização do local seja finalizada, juntamente com o forro para início da pintura do teto.

A construção de novos leitos foi orçada na casa dos R$ 500 mil para ser iniciada. Por meio de uma parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-VR), foram arrecadados R$ 363,2 mil, doados por comerciantes e empresários da cidade. Ao todo, 34 empresas se mobilizaram na iniciativa.

O projeto iniciado em 2015, numa parceria com o campus Leonardo Mollica da FOA/UNIFOA, previa a ampliação do setor de clínica médica, mas devido à pandemia, foi necessário adequar aos atendimentos de urgência nesse primeiro momento. A fase seguinte dos trabalhos prevê a instalação de mais 35 leitos de clínica médica, que serão construídos em outro andar do prédio. “Ficamos muito felizes com a sensibilização das empresas e até pessoas físicas que nos procuraram, porque é um momento crítico que a pandemia trouxe para a saúde do país, e poder ajudar a criar leitos na nossa cidade para atender a população é uma forma de contribuir para ajudar na luta contra essa doença. A CDL de Volta Redonda sempre teve essa preocupação com a responsabilidade social, não só de ajudar, como também de motivar nossos associados a praticarem o bem ao próximo”, comentou Gilson de Castro, presidente da CDL-VR. Empresas e pessoas físicas que queiram contribuir com o projeto podem entrar em contato pelo telefone (24) 3344-8050 ou pelo Whatsapp: (24) 98125-9369.

0 comentário

© 2014-2020 Todos os direitos reservados

Contato​:

Pauta: jornalismosiga@gmail.com

Comercial: sigamidia@gmail.com

  • Facebook ícone social
  • Instagram