Buscar
  • Revista Siga

Membros do Conselho de Políticas Públicas para Drogas e Álcool tomam posse em Volta Redonda

Representantes do poder público e sociedade civil receberam certificados no auditório da prefeitura; mandato vai até 2023



Integrantes do Conselho Municipal de Políticas Públicas para Drogas e Álcool (Comuda) de Volta Redonda foram empossados no auditório da prefeitura. Representantes do poder público e da sociedade civil receberam certificados para o mandato bianual, que vai até fevereiro de 2023.


A coordenadora Municipal de Prevenção às Drogas (CMPD), Neuza Jordão, que preside o conselho interinamente, conduziu a cerimônia ao lado do secretário Municipal do Gabinete de Estratégia Governamental, Carlos Macedo da Costa. Também estavam na mesa de trabalho os vereadores Betinho Albertassi e Halison Vitorino, que vão representar a Câmara Municipal no Comuda.


“Começamos a reestruturação do Comuda na primeira quinzena de janeiro e hoje empossamos os conselheiros. O próximo passo é formar a comissão que vai criar o edital que permitirá a eleição da nova diretoria. Podem se candidatar todos que tomaram posse nesta cerimônia, sendo que dois membros devem ser do poder público, incluindo o presidente, por conta da alternância prevista em regimento, e dois da sociedade civil. Esperamos que a eleição ocorra no final de março”, explicou Neuza Jordão.


Ela ressaltou a importância do Comuda para sugerir e fiscalizar as políticas públicas para drogas e álcool. “O conselho dá credibilidade às políticas públicas. Com a participação de diversos segmentos, vamos conseguir avançar e cumprir a missão da Coordenadoria Municipal de Prevenção às Drogas (CMPD) na prevenção, cuidado, tratamento e reinserção dos dependentes na sociedade”, falou a coordenadora.

Joveline Damiana Batista Tomáz, que coordena o Serviço de Abordagem Social da


Secretaria Municipal de Ação Comunitária (Smac), é uma conselheira. “Participando do grupo posso entender melhor a complexidade do problema e usar esta troca de experiência para ofertar de maneira mais eficaz os serviços para este público, já que grande parte da população em situação de rua é usuária de álcool e outras drogas”, disse.


Neuza Jordão destacou também a participação da coordenadora de Saúde Mental da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Suely das Graças Alves Pinto, e de Luciano Simões Canavez, que também atua no setor. “É muito importante esta parceria para o sucesso da assistência ao usuário de álcool e outras drogas”, citou.


Ainda fazem parte do conselho, representantes das secretarias municipais de Educação, Esporte e Lazer e Cultura; Fundação Beatriz Gama (FBG); e Ordem dos Advogados do Brasil. Da sociedade civil, compõem o Comuda o Centro Espírita Caminho da Luz;


Associação de Aposentados e Pensionistas de Volta Redonda (AAP-VR); Lar Espírita Irmã Zilá; Instituto de Desenvolvimento, Estudo, Ações e Implementações Sociais (Ideais); Casa de Recuperação Desafio Jovem Lugar de Gente Feliz; Federação de Amor Exigente (FEAE); Ministério Filadélfia de Volta Redonda; Federação das Associações de Moradores (FAM). Todas as entidades têm um titular e um suplente.

0 comentário

© 2014-2020 Todos os direitos reservados

Contato​:

Pauta: jornalismosiga@gmail.com

Comercial: sigamidia@gmail.com

  • Facebook ícone social
  • Instagram