Buscar
  • Revista Siga

Profissionais das UBSFs de referência no tratamento à Covid-19 são vacinados

Nesta quinta-feira, dia 21, prefeitura inicia o trabalho nos hospitais e nas demais unidades de saúde



Na tarde desta quarta-feira, dia 20, profissionais que atuam nas Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs) dos bairros 249, Siderlândia, São João, Vila Mury e Volta Grande, que são as unidades de referência no atendimento a pacientes com suspeita de Covid, em Volta Redonda, começaram a receber a primeira dose da vacina contra o novo coronavirus. As unidades têm atendido inclusive aos finais de semana.


A vacinação desses profissionais faz parte da primeira etapa da vacinação, conforme estipulado pelo Ministério da Saúde. Nesses dois primeiros dias de vacinação, foram aplicadas cerca de cem doses. Esse número tende a aumentar consideravelmente nesta quinta-feira, dia 21, quando a prefeitura inicia o trabalho nos hospitais e nas demais unidades de saúde.


O público-alvo nesta primeira etapa, seguindo as determinações dos planos nacional e estadual de vacinação, é formado por: pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas (que vivem em asilos, por exemplo); pessoas com deficiência institucionalizadas (que vivem nas residências terapêuticas); e profissionais de saúde que estão na linha de frente no combate ao coronavirus.


Para Eduardo Novaes, médico do posto de saúde do bairro Vila Mury, esse momento é um alívio. "Estamos trabalhando com afinco dia e noite para ofertar o melhor tratamento possível para os usuários do sistema de saúde do nosso município, com receio de infecção, medo pelos nossos familiares diante de nossa exposição...vejo a chegada da vacina com alegria, alívio e esperança de que estamos um passo mais perto do controle da pandemia", disse o médico Eduardo Novaes.


Nesta quinta-feira, dia 21, prefeitura inicia o trabalho nos hospitais e nas demais unidades de saúde


Na tarde desta quarta-feira, dia 20, profissionais que atuam nas Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs) dos bairros 249, Siderlândia, São João, Vila Mury e Volta Grande, que são as unidades de referência no atendimento a pacientes com suspeita de Covid, em Volta Redonda, começaram a receber a primeira dose da vacina contra o novo coronavirus. As unidades têm atendido inclusive aos finais de semana.


A vacinação desses profissionais faz parte da primeira etapa da vacinação, conforme estipulado pelo Ministério da Saúde. Nesses dois primeiros dias de vacinação, foram aplicadas cerca de cem doses. Esse número tende a aumentar consideravelmente nesta quinta-feira, dia 21, quando a prefeitura inicia o trabalho nos hospitais e nas demais unidades de saúde.


O público-alvo nesta primeira etapa, seguindo as determinações dos planos nacional e estadual de vacinação, é formado por: pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas (que vivem em asilos, por exemplo); pessoas com deficiência institucionalizadas (que vivem nas residências terapêuticas); e profissionais de saúde que estão na linha de frente no combate ao coronavirus.


Para Eduardo Novaes, médico do posto de saúde do bairro Vila Mury, esse momento é um alívio. "Estamos trabalhando com afinco dia e noite para ofertar o melhor tratamento possível para os usuários do sistema de saúde do nosso município, com receio de infecção, medo pelos nossos familiares diante de nossa exposição...vejo a chegada da vacina com alegria, alívio e esperança de que estamos um passo mais perto do controle da pandemia", disse o médico Eduardo Novaes.

0 comentário