Buscar
  • Revista Siga

Sindicato da Construção Civil fecha 2020 com balanço positivo nas convenções coletivas


Em meio à pandemia do novo coronavírus, o Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de Volta Redonda e região está conseguindo encerrar 2020 com resultados satisfatórios nas convenções coletivas de trabalho. Nos principais setores representados pela entidade, construção civil, montagem industrial e mármore e granito, foram garantidos reajustes salariais com reposição da inflação acumulada e o mais importante, a manutenção de todas as cláusulas das convenções passadas.


De acordo com o presidente do sindicato, Sebastião Paulo de Assis, numa avaliação geral o balanço foi positivo e deve ser comemorado pelos trabalhadores, pois o nível de dificuldade nas negociações aumentou muito este ano. Além da crise econômica, vieram os efeitos da pandemia, que atingiram salários e empregos da maioria dos trabalhadores em todo país.


- Nosso sindicato passou meses discutindo propostas com os sindicatos patronais, negociando e buscando soluções para fechar as convenções. Por isso, reforçamos o quanto é importante que o trabalhador mantenha-se sindicalizado à entidade sindical, fortalecendo e apoiando todas as ações que resultam nessas e em outras conquistas – comenta Sebastião Paulo.


Na convenção coletiva da construção civil, o sindicato conquistou reajustes que variam de 2,35% a 7,73%, na tabela salarial. A cesta básica fechou no valor de 270,00 para quem trabalha dentro da indústria e R$ 177,00 para os que atuam fora da indústria.


Já para os trabalhadores das marmorarias, a convenção garantiu 2,9% de reajuste salarial para todos os pisos e um aumento de 5% na cesta básica, que fechou no valor de R$ 173,25.


Para o setor de montagem industrial, o aumento salarial foi de 4,30%. O mesmo percentual foi aplicado nas cláusulas econômicas, como na cesta básica que fechou no valor de R$ 333,76 (mês); Participação nos Lucros e Resultados (PLR), hora extra, vale-alimentação, entre outros benefícios.


- O sindicato fechou também vários acordos coletivos individuais (por empresas), com ganhos nesse nível. Foi um ano intenso de trabalho para garantir direitos - finaliza o presidente.

0 comentário

© 2014-2020 Todos os direitos reservados

Contato​:

Pauta: jornalismosiga@gmail.com

Comercial: sigamidia@gmail.com

  • Facebook ícone social
  • Instagram