Buscar
  • Revista Siga

Volta Redonda aplica multa a pessoas sem máscara em local público


A Prefeitura de Volta Redonda, por meio da força-tarefa criada para fiscalizar o funcionamento das atividades econômicas do município de acordo com as normas de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus, notificou, neste fim de semana, dois cidadãos que ignoraram o uso obrigatório de máscara em local público, previsto no Decreto Municipal nº 16.124, de 17 de abril de 2020. Durante a ação, realizada nas noites de sexta, sábado e domingo (dias 05, 06 e 07), seis estabelecimentos também foram interditados por descumprir os decretos de prevenção à Covid-19.


O coordenador de Vigilância Sanitária de Volta Redonda, Armando Alves Gusmão, contou que os dois cidadãos abordados e notificados estavam na Avenida Antônio de Almeida, no Retiro.


“A aplicação da multa, no valor de R$ 500, à pessoa física está prevista no decreto que estabelece a obrigatoriedade do uso de máscara em locais público no município de Volta Redonda. E o descumprimento da medida coloca em risco a saúde da própria pessoa e das que estão em sua volta”, explicou, lembrando que os funcionários de uma gelateria, no bairro Volta Grande II, também foram orientados pela necessidade do uso do equipamento durante o serviço.


Ele avisou ainda que a fiscalização do uso do equipamento e do distanciamento entre as pessoas será ainda mais intensificado nas filas para atendimento em agências bancárias. “O uso da máscara e o distanciamento social são muito importantes para evitar o contágio pelo vírus”, reforçou Armando.


O secretário de Fazenda, Fabiano Vieira, afirmou que a equipe da força-tarefa está orientada a agir com firmeza. “Para vencer a luta contra a Covid-19 temos que nos adaptar às medidas restritivas fundamentais na prevenção do contágio pelo novo coronavírus. E o uso de máscaras, aliado às ações de higiene e, principalmente, ao isolamento social, é que vai ajudar a frear a disseminação do vírus em nossa cidade”, disse.


“Peço para que a população use máscara, pois estamos com a força-tarefa em parceria com as policias Civil e Militar e o Ministério Público. Já distribuímos mais de 60 mil máscaras à população. Não há desculpa para não usar”, complementou.


No fim de semana, a força-tarefa, formada por guardas municipais, por fiscais da Secretaria de Fazenda (SMF), agentes da Secretaria de Segurança Pública (Sesp), fiscais da Vigilância Sanitária, além de policiais Militares e Civis e representantes do Ministério Público, esteve nos bairros Retiro, Vila Mury, Voldac, São Geraldo, Colina, Morada da Colina, Água Limpa, Volta Grande II, Santo Agostinho e Vila Rica.


Durante a ronda, orientada por denúncias da população por meio da Central de Atendimento Único (CAU), pelo telefone 156, ou através do aplicativo Fiscaliza VR, seis estabelecimentos foram interditados por descumprimento aos decretos municipais que normatizam o funcionamento por conta da pandemia pela Covid-19. Os fiscais observaram funcionamento após o horário de funcionamento, aglomeração de pessoas, falta de documentos e condições de higiene em alguns locais.


Dicas para o uso correto das máscaras:


- A máscara é individual e não deve ser compartilhada com ninguém;

- O acessório deve ser trocado sempre que ficar úmido;

- A máscara serve de barreira física ao vírus. Por isso, é preciso que ela tenha pelo menos duas camadas de pano, ou seja, dupla face;

- Deve tampar nariz e boca e estar ajustada no rosto;

- É essencial ter elásticos ou tiras para amarrar acima das orelhas e abaixo da nuca;

- Use a máscara sempre que precisar sair de casa;

- Leve uma sacola para guardar a máscara suja, quando precisar trocar;

- É necessário higienizar as mãos antes da troca;

- Chegando em casa, lave as máscaras usadas;

- Para cumprir essa orientação, serve qualquer pedaço de tecido.


© 2014-2020 Todos os direitos reservados

Contato​:

Pauta: jornalismosiga@gmail.com

Comercial: sigamidia@gmail.com

  • Facebook ícone social
  • Instagram