Buscar
  • Revista Siga

Volta Redonda intensifica fiscalização na retomada das atividades econômicas


A cidade de Volta Redonda reabriu nesta quinta-feira, dia 28, as atividades econômicas e, para esta retomada, a Prefeitura intensificou as fiscalizações em diversos pontos comerciais. A força-tarefa tem como foco verificar o cumprimento dos horários estipulados de abertura e fechamento dos estabelecimentos e as medidas de distanciamento que devem ser adotadas dentro das lojas, a fim de evitar aglomerações. Todas as vistorias estão sendo realizadas para cumprir as medidas de segurança e combate a Covid-19.


As ações de flexibilização foram estipuladas pelo prefeito Samuca Silva em acordo com o Ministério Público, através de seis eixos de monitoramento condicionantes para a reabertura das atividade econômicas. Com a flexibilização, a prefeitura irá intensificar ainda mais as fiscalizações.


“A nossa força-tarefa realiza diariamente ações de fiscalização às atividades econômicas de Volta Redonda. E, com a reabertura, vamos ter tolerância zero com os descumprimento das medidas de prevenção e combate ao coronavírus. Na última semana, tivemos que suspender por sete dias as atividades, após o número de casos suspeitos crescer mais que 5% por dois dias seguidos. E a fiscalização é essencial para que os eixos de monitoramento sejam mantidos”, destacou o prefeito.


A força tarefa é composta pelas Secretarias de Fazenda (SMF), Meio Ambiente (SMMA) e Infraestrutura (SMI), além da Vigilância Sanitária, Guarda Municipal, Secretaria Especial de Segurança Pública, Polícias Militar e Civil e Ministério Público.


Os seis eixos de monitoramento condicionantes para a reabertura do comércio são: o número de casos suspeitos não aumentar em 5% por dois dias seguidos; a ocupação de leitos no CTI não ultrapassar 50%; a ocupação de leitos no Hospital de Campanha não ultrapassar 60%; além de manter o grupo de risco em isolamento social; uso de máscara obrigatório nas ruas; e a proibição de qualquer tipo de aglomeração.


“Conseguimos na Justiça o direito de ter o retorno das atividades com regras claras de monitoramento do avanço do vírus e da capacidade de atendimento em Volta Redonda. Todos nós precisamos fazer nossa parte no combate ao coronavírus. Peço que o grupo de risco fique em casa e que as pessoas só saiam em caso de necessidade. Estamos cuidando de vocês e a reabertura das atividades está sendo feita com muita cautela, estratégia e prevenção”, explicou o prefeito Samuca Silva.


Balanço COVID-19

A Prefeitura de Volta Redonda atualizou nesta quinta-feira, dia 28, os dados sobre o combate ao Novo Coronavírus na cidade. São 882 casos confirmados na cidade, sendo que 2.532 foram notificados como suspeitos. 808 pessoas podem ser consideradas curadas. Os óbitos confirmados por coronavírus são 31.


Os seis eixos de monitoramento condicionantes para a reabertura do comércio seguem dentro da meta: o número de casos suspeitos não aumentar mais que 5% por dois dias seguidos (4,54%); A ocupação de leitos no CTI não ultrapassar 50% (14,81%). A ocupação de leitos no Hospital de Campanha não ultrapassar 60% (10,52%). O grupo de risco permanecer em isolamento social; Uso de máscara obrigatório nas ruas; Além de manter a proibição de qualquer tipo de aglomeração.


© 2014-2020 Todos os direitos reservados

Contato​:

Pauta: jornalismosiga@gmail.com

Comercial: sigamidia@gmail.com

  • Facebook ícone social
  • Instagram