Buscar
  • Revista Siga

Volta Redonda intensifica fiscalização no transporte coletivo


Fiscais da Secretaria Municipal de Transporte e Mobilidade Urbana (STMU) deram continuidade nesta quinta-feira, dia 10, a série de fiscalizações no transporte coletivo da cidade. Pela manhã, a ação aconteceu em frente a um shopping no bairro Vila Santa Cecília e teve como objetivo verificar se os ônibus estão cumprindo as normas como pontualidade e estado de conservação dos veículos.


“Com as festas de fim de ano próximas, estamos atuando para garantir que o transporte público atenda bem os cidadãos que circulam pelos centros comerciais nessa época do ano para fazerem suas compras. Estamos realizando as fiscalizações em pontos, dias e horários estratégicos”, explicou o diretor de Transporte da STMU, Sidnei Costa.


Durante a operação pela manhã, os fiscais abordaram 20 veículos e emitiram quatro notificações e dois auto de infrações. Dentre os problemas encontrados, estavam condições dos pneus e problemas com para-choque e com a placa do veículo.


A aposentada Marta Aparecida Nascimento, 74 anos, moradora do bairro Santa Cruz, presenciou a ação dos fiscais e reforçou a importância da fiscalização.


“Nem saio mais à noite, pois o ônibus demora de duas a três hora para passar. A reclamação é geral no bairro. Depois que entrou nova empresa, melhorou um pouco, não tenho visto poltronas rasgadas, tem mais claridade, mas a demora é muito grande à noite. Tem que fiscalizar, às vezes pode ter um pneu careca, acho que está certo em fiscalizar”, ressaltou a aposentada, que utiliza a linha 325 (Santa Cruz-Conforto).


Desde o início das fiscalizações, já foram verificados 87 veículos, sendo emitidas sete notificações e dois autos de infrações. As ações estão ocorrendo regularmente nesse período nas entradas de shoppings da cidade.


Os fiscais verificam itens de segurança tais como pneu, para-brisa, limpeza e lotação dos veículos, além de checar também se as normas de sanitização dos ônibus e o uso da máscara, obrigatório para passageiros e operadores do transporte público, como medidas de prevenção contra a Covid-19, permanecem sendo praticadas pelos operadores e usuários transportados.


Havendo a constatação de irregularidades quanto à questão de segurança, o veículo é interditado para substituição de pneus e revisão da parte elétrica, sendo lavrado auto de infração por falta de manutenção dos veículos, assim como notificados a cumprir rigorosamente os horários.


0 comentário