Buscar
  • Revista Siga

Volta Redonda lidera Ranking de Competitividade no Sul Fluminense


O município de Volta Redonda lidera na Região Sul Fluminense, o Ranking de Competitividade dos Municípios – índice divulgado nesta semana durante evento do Centro de Liderança Pública (CLP), com patrocínio do Sebrae. Com o objetivo de gerar diagnósticos e direcionamentos para a atuação dos líderes públicos municipais, a primeira edição do ranking abordou a importância do fomento à competitividade no novo mandato municipal.


No Estado do Rio de Janeiro, o município ocupa a 3ª colocação, atrás apenas de cidades como Niterói e Rio de Janeiro, respectivamente. Em nível nacional, Volta Redonda está entre as 100 cidades mais competitivas do ranking.


“No ranking geral, Volta Redonda está à frente de grandes capitais, como Recife, Cuiabá, Fortaleza e Salvador”, destacou o diretor de Transparência Pública da secretaria de Planejamento, Transparência e Modernização da Gestão (Seplag), Marcos Vinícius Delgado.


O ranking aponta que Volta Redonda obteve destaque nos indicadores de inserção econômica, de acesso à educação, de acesso à saúde, em saneamento e meio ambiente, além de infraestrutura de telecomunicações.


Para o prefeito Samuca Silva, esse resultado positivo é fruto de todo um trabalho integrado que começou a ser implantado desde o início da gestão.


“Investimos na geração de emprego e renda, melhorando o ambiente de negócios, atraindo empresas, melhorando o diálogo. Abrimos o Centro Municipal de Saúde e o Hospital do Idoso. Criamos dois parques naturais, um jardim botânico, reformamos o zoológico e plantamos mais de 20 mil mudas de árvores. Também investimos na infraestrutura das escolas, entrega antecipada de uniforme e kit escolar, além de valorização dos profissionais da educação, entre outras ações que beneficiaram a população”, afirmou Samuca.


Ranking – De acordo com o relatório do CLP, o Ranking de Competitividade dos Municípios tem como objetivo principal alcançar um entendimento mais profundo e abrangente dos 405 maiores municípios do país, trazendo para o público uma ferramenta simples e objetiva que guie a atuação dos líderes públicos brasileiros na melhoria da competitividade e da gestão pública local.


O ranking possibilita identificar, dentro de cada um de suas três dimensões e 12 pilares temáticos, quais são os pontos fortes e fracos que influenciaram a classificação final do município em cada um dos 55 indicadores contemplados. Esta edição do ranking analisou os municípios brasileiros com população superior a 80 mil habitantes pela estimativa populacional do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2019.

0 comentário