Buscar
  • Revista Siga

Volta Redonda prevê 1.500 vagas temporárias de fim de ano


O período de fim de ano é a época em que o comércio oferece vagas temporárias para atender às demandas de compras natalinas. Segundo o Sindicato do Comércio de Volta Redonda (Sicomércio-VR), devem ser abertas entre novembro e dezembro cerca de 1,5 mil oportunidades temporárias. E o setor vem demonstrando crescimento na geração de empregos no município, conforme dados de setembro do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado recentemente pelo Ministério da Economia. Foram 43 novos postos de trabalho criados em outubro e 134 em setembro – aumento de 211%.

Os números positivos também são identificados pelo Na Hora, unidade da prefeitura que funciona no bairro Retiro e também abriga o Sine (Sistema Nacional de Emprego). Dados da autarquia apontam que, entre os dias 15 de outubro e 10 de novembro, 463 pessoas passaram pelo local. Dessas, 113 já foram contratadas e estão previstas mais de 370 novas contratações.


A dona de casa Alina Regina Gonzaga de Lima, de 35 anos, está em busca de uma dessas vagas que poderá ser seu primeiro emprego com carteira assinada. Ela esteve na sede do Na Hora e participou de entrevista para concorrer a uma vaga em uma rede de supermercado.


“Já trabalhei cuidando de idosos e faço faxina de vez em quando. Estou na busca do primeiro emprego com carteira assinada, porque estou precisando para cuidar dos meus quatro filhos. Eu estou tentando trabalhar há muito tempo, mas ainda não tive chance fichada. Essa é a minha primeira entrevista”, contou Alina, que mora no bairro Volta Grande IV.


Para Jerônimo dos Santos, presidente do Sicomércio-VR, apesar deste ano ter sido difícil para o setor, o Natal é uma data que ajuda a movimentar as vendas e que deve contribuir para reduzir os prejuízos.


“Também é uma boa oportunidade para quem perdeu o emprego conseguir voltar ao mercado de trabalho e para os comerciantes conseguirem recrutar mão de obra qualificada. Torcemos para que as vendas superem as nossas expectativas, muitos dos temporários sejam efetivados e a economia retome o ritmo de crescimento de antes da pandemia”, comentou.


Ações da prefeitura contribuem para incentivo à geração de emprego


O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rogério Loureiro, explicou que o crescimento do comércio é reflexo da retomada econômica na região, após a flexibilização das atividades durante a pandemia de Covid-19.


“Temos um comércio forte, tradicional em Volta Redonda, e a prefeitura trabalha no sentido de facilitar e incentivar a geração de emprego e renda. As novas vagas vão contribuir para beneficiar outros setores também, movimentando ainda mais a economia da cidade e do Sul Fluminense”, afirmou Rogério.


Dentre as ações da prefeitura que contribuíram para a retomada na geração de emprego estão: a desburocratização de processos e serviços e o incentivo ao empreendedorismo. Exemplos recentes dessas ações são a criação do novo espaço do Banco VR de Fomento, na Rodoviária Municipal, com o objetivo de melhorar o atendimento aos microempreendedores individuais; e a plataforma gratuita Compras VR, que é oferecida pela prefeitura para os empresários, visando criar um canal de compras virtuais em Volta Redonda, também contribuíram na melhoria desse cenário da geração de emprego.


Além disso, também foi inaugurada a Casa do Empreendedor, que reúne os serviços das secretarias municipais de Fazenda, Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico e Turismo, além da Vigilância Sanitária e Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano (IPPU); e passa a abrigar a delegacia da Jucerja (Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro) que, com a concentração do atendimento, facilita o acesso ao Regin (Registro Mercantil Integrado), agilizando e desburocratizando ainda mais a implantação e liberação de processos de novas empresas no município.

© 2014-2020 Todos os direitos reservados

Contato​:

Pauta: jornalismosiga@gmail.com

Comercial: sigamidia@gmail.com

  • Facebook ícone social
  • Instagram