Buscar
  • Revista Siga

Volta Redonda: Recordista de votos e de mandatos, Neto fala com exclusividade com a Revista Siga

Ele recebeu nossa equipe logo após tomar posse pela quinta vez como Prefeito da maior cidade da Região


Ele é sem dúvidas o político mais vitorioso da história de Volta Redonda, Antônio Francisco Neto, depois de muita polêmica, discussões por estar com a candidatura sub judice, se elege no primeiro turno com 85.673 votos, 57,20% dos votos válidos, Prefeito pela quinta vez de Volta Redonda.



Sua trajetória política começou em 1986, quando se elegeu Deputado Estadual, sendo reeleito por mais duas vezes para a Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro), 1990 e 1994. Nesse período, concorreu à Prefeitura da Cidade do Aço em 1988, foi derrotado, aliás sua única derrota numa eleição.


Em 1997, Neto voltou a disputar a Prefeitura e foi eleito com 82.898 votos. Em 2000 veio a reeleição, com 115.204 votos, quase 80% dos votos válidos. Terminado seu segundo mandato, foi para o Governo do Estado, onde passando pela gestão de Rosinha Garotinho e Sérgio Cabral, ocupou a presidência da CEHAB (Companhia Estadual de Habitação), foi Secretário de Receita e Presidente do DETRAN-RJ.


Em 2008, Neto se elege novamente Prefeito de Volta Redonda no primeiro turno, com 91.129 votos, 54,19% dos votos válidos. Se reelegeu em 2012, no segundo turno com 95.095 votos 55,15% dos votos válidos.



A Revista Siga conversou com Neto que falou sobre vários assuntos. Não poderíamos deixar de abordar os salários atrasados do funcionalismo público, como o prefeito pretende colocá-los em dia sem caixa? “Com austeridade, honestidade e competência. Sobretudo, com uma equipe que se preocupa com Volta Redonda”, frisou Neto.


A saúde será uma das prioridades e Neto deixou claro quais serão suas primeiras ações: “Tentar colocar a saúde nos eixos e arrumar os bairros, que estão largados e com muitos buracos”, disse o prefeito.


Assumindo seu quinto mandato, Neto não crê que será uma sequência dos outros quatro, pelas dificuldades que enfrentará. “Temos que reconstruir a cidade, esse foi um Governo muito irresponsável e quem pagou foi o povo”, disse Neto.


O Prefeito admite que, como tudo na vida, ele também mudou em muitas coisas de 1997 até agora. “Muita coisa mudou em todos os lugares, o que não mudou foi nosso amor e nosso compromisso com Volta Redonda”.


Não poupando críticas à administração de seu antecessor, Samuca Silva, Neto reafirmou que discorda de praticamente tudo que foi feito na área de saúde. “Durante quatro anos eu e a população criticamos os rumos que essa gestão deu a saúde. Vamos mudar praticamente tudo”, afirmou o prefeito.


Neto também não economizou nas críticas ao antigo prédio do Hospital Santa Margarida, adquirido pela Prefeitura e transformado no Centro Municipal de Saúde e nem garantiu sua continuidade. “Vamos ver, hoje é o maior exemplo de desperdício de dinheiro que temos”.


Além das dificuldades financeiras da Prefeitura, temos a pandemia. “O caminho é escutar, dialogar e tomar decisões que busquem preservar vidas”. Sobre a vacinação contra Covid-19 ser prioridade, Neto foi direto: “Sem dúvidas!”.


O transporte público não poderia deixar de fazer parte de nossa conversa, Neto não quis se aprofundar sobre a questão da Viação Sul Fluminense que perdeu várias linhas, ele se limitou a dizer: “Vamos ver tudo isso de perto”. Sobre uma possível licitação no transporte público, para melhorar o atual quadro, se ela estará na pauta desse governo, o prefeito foi categórico: “Estará!”, afirmou.


Sobre relacionamento com os Governos Federal e Estadual: “Será como sempre foi com muito respeito”. O diálogo com a CSN não poderia deixar de ser abordado, de forma lacônica e objetiva, o Neto afirmou: “Já estamos dialogando”.


O Prefeito fez questão de frisar uma de suas prioridades, a geração de empregos: “Vamos trabalhar muito para abrir novos postos de emprego, é uma prioridade”.


A grande polêmica que cercou a campanha, a Justiça, será que Neto ainda teme algo nesse sentido, ou para ele está tudo resolvido: “Se respeitarem a vontade do povo, está resolvido”.


Sobre a expectativa da Cidade para seu novo mandato, Neto disse o que a população pode esperar: “Um ano de muitas dificuldades, mas de muito trabalho e dedicação”.



Neto revelou os nomes que vão integrar sua equipe: o ex-vereador José Martins de Assis, o Tigrão, irá assumir a presidência do Fundo Comunitário de Volta Redonda (Furban); a Guarda Municipal de Volta Redonda (GMVR) terá como comandante João Batista; Carlos Macedo será o Secretário Municipal de Governo; Cláudio Franco, Secretário Municipal de Administração; Gustavo Corrêa, assume a Controladoria Geral do Município; Rubens Siqueira, Defesa Civil; Almir de Souza Rodrigues assume a Cohab (Companhia de Habitação); Anderson de Souza será o Secretário de Cultura; Arleuse Salotto, Procuradoria Geral do Município; Conceição Souza será a Secretária de Saúde; Edvaldo Silva, EDP (Empresa Processamento de Dados); Glória Amorim será a Secretária de Políticas para Mulheres, Idosos e Direitos Humanos; Jadiel Teixeira, Administrador do Zoológico; Jerônimo Telles assume a Secretaria de Obras; Márcia Cury, Administração do Hospital Munir Rafful; Maurício Monteiro será Subprefeito do Retiro; Miguel Arcanjo, Secretário de Meio Ambiente; Milton Alves de Faria, Coordenação Policlínica da Cidadania; Munir Francisco, sercretário de Ação Comunitária; Neuza Jordão será a Coordenadora Antidrogas; Paulo César, o PC assume o Saae; Rafael Paiva será o secretário de Comunicação; Ricardo Ballarini, área de eventos; Rose Vilela, Secretaria de Esportes; Sebastião Faria, Administração do Hospital São João Batista; Sebastião Leite, Departamento de Iluminação Pública; Sérgio Sodré, Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo; Suely Pinto, Coordenação Saúde Mental; Tetê Gonçalves, Secretaria de Educação; e Victor Hugo, Fundação Beatriz Gama.


O prefeito encerra nossa conversa com uma promessa para Volta Redonda: “Eu e Sebastião Faria jamais vamos decepcionar vocês, estejam certos disso”.


0 comentário